Mulheres de Efeito #23 Êrica Blanc | Tudo Orna

by , 26/07/2019 //

Oi pessu! A protagonista da 23ª edição da nossa série Mulheres de EFEITO tem uma história cheia de amor. Desde o nome até a realização de cada etapa do seu projeto Amoor Confábulário, a nossa aluna Êrica Fadoul Blanc, do #SQUADDOEFEITO2 e DSM1 transborda esse sentimento. Vamos conferir?

Jornalista, a Ê, como gosta de ser chamada, deixou um emprego tóxico para resgatar  sua essência empreendedora. Ela conta que aos 6 anos de idade era fornecedora de pulseiras de miçangas para a sua pediatra, que presenteava as demais pacientes com a arte da nossa #alunasólida. Fofa demais, né?

Dentre outros projetos, como o seu blog Ré Menor, o @amoor.co ganha destaque quando o assunto é criatividade e autenticidade. Isso porque, apesar de estar no início com essa nova roupagem, a história desse projeto acompanha a Ê desde a sua época de faculdade. Quando recebeu o convite de um dos seus professores para fazer uma intervenção urbana pautada em ouvir histórias de amor, para o Valentyne’s day no shopping da sua cidade, ela não pensou duas vezes e topou de imediato. A trajetória da Ê com a essência do Amoor.co conta inclusive com o prêmio de melhor projeto de Jornalismo Literário no Intercom Norte. Demais, né? Para resumir: as histórias viraram crônicas, que se transformaram no seu TCC e hoje conquistam todo mundo com o Amoor.co!

O projeto é resultado da união de duas mulheres que querem dar voz a quem ama, a Êrica escreve e a Roberta Cruz ilustra lindamente todas as histórias de amor que elas recebem. A proposta é simples: você pode contratá-las para encomendar um livro contando a sua história de amor, seja do jeito que for: familiar, pelo seu pet, pelo crush, um amigo ou amiga, enfim, no Amoor.co todas as formas de amar ganham vez!

Mulheres de Efeito - EFEITO ORNA - Êrica Blanc - Amoor.co

Que tal um trecho de um dos trabalhos da Amoor.co?

“Anos se passaram. Lilian, por outro rapaz se apaixonou e foi com ele que se casou. A filha que juntos tiveram, de tão bonita e corada, mais parecia uma boneca. A família de Gabriel nunca deixou de visitar. Os pais e a irmã do rapaz tinham acolhido seu marido e sua filha, como se fossem partes da família deles.  Em uma noite que a cabeça no travesseiro encostou, refletiu sobre tudo o que já havia passado, sobre como amava Gabriel e como sentia sua falta. E em como sua vida ali havia chegado, sobre como amava o marido e era grata pela vida que tinham. Percebeu que havia aprendido muito sobre o amor. Aprendeu que o amor não acaba e nem se substitui. Sentia como se tivesse aberto uma nova portinha no coração, dando lhe mais uma oportunidade para nessa vida ser feliz.”

Das tantas coisas que nos atestam a força do propósito do EFEITO ORNA as mais importantes são os depoimentos que recebemos, e com a Ê não foi diferente. Ela nos contou o quanto o curso a ajudou a sair da sua zona de conforto para enfrentar uma nova realidade: a de mulher empreendedora e dona do seu destino.

“Eu ainda não consigo falar do Efeito Orna sem chorar. Porque, de coração, mudou a minha história (…) o Efeito me lembra que eu preciso passar por cima das limitações que a minha própria mente cria. O Efeito me tornou corajosa. De verdade! Tanto em aspecto pessoal, quanto profissional. Eu me jogo de corpo e alma nas ideias agora”.

E se você quer um conselho da Ê, anota aí:

“Comece. De onde você estiver. A geografia não manda em ninguém e você é capaz de criar coisas incríveis, exatamente da forma que está agora. Você não precisa esperar estar com o produto perfeito ou se sentir pronto. Você não precisa se mudar para grandes centros para se destacar. Se você tiver um bom propósito, você vai conseguir trilhar a caminhada sem desistir”.

Criativa como  só ela é, a Ê tem uma paixão muito forte por tudo que é novo e diferente! Pensando nisso, resolveu ir na contramão do que se vê por aí, propagando o amor e deixando de lado os discursos de ódio tão comuns na internet. Para ela  esse é o diferencial do Amor Confábulário, que vem lembrar que o amor existe e pode ser compartilhado através das histórias que estão espalhadas pelo mundo.

E se você perguntar para ela uma frase que represente o EFEITO ORNA, aí vai:

Transformador de vidas. Acho que essa é frase que mais explicaria o efeito aqui. Levei tudo, para ser sincera. Mas, acho que pôr o meu propósito na frente de tudo o que eu faço, é o mais marcante.

Ver pessoas descobrindo seus propósitos e os colocando em prática é incrível, principalmente com relatos que falam sobre a dificuldade de sair da temida zona de conforto. Imaginem o quão gratificante é saber que a nossa aluna se encheu de coragem para tomar as rédeas da sua vida e ir além. Foi o que aconteceu com a Ê e olha onde ela foi parar? No Campus Party Brasil dando a sua primeira palestra. É ou não é pra ficarmos cheias de orgulho?

O Efeito me deu um propósito. Me trouxe de volta para o caminho. Me libertou da minha zona de conforto. Trouxe meu blog mais para perto, me ajudou a pensar em novos projetos. Sem o Efeito, não existiria amoor, não existiria Êrica Empreendedora. Sem o Efeito eu não teria me tornado corajosa para palestrar pela primeira vez, direto na Campus Party Brasil. Eu não teria realizado tantos sonhos que já realizei no último ano. O Efeito transformou a minha jornada e eu sou eternamente grata as Irmãs por isso!

Se você quer saber mais sobre essa história apaixonante pode fazer como nós e esperar em contagem regressiva pelo lançamento do site Amoor.co que acontece em oito dias clicando AQUI. Mas você já pode ter um gostinho acompanhando pelo Instagram do projeto @amoor.co.

As histórias inspiradoras que já contamos sobre outras Mulheres de EFEITO você pode conferir logo abaixo:

Alice Oliveira

Bárbara Cavalcante

Carla Catap e Carol Caliman

Darlis Santos

Stéfany Freu

Jéssica e Rafaella

Isabelle Rafalski

Duda Albuquerque

Ju Cardoso

Juliana Amado

Jéssica Costa

Karen Feitosa

Patricia Camargo

Aline Venditti 

Mariele Scholl

Júlia Hueb Perez

Laryssa Galdino Tertuliano

Rafaela Soares Vidal

Isabela Gaidys

Suellen Gargantini

Marina Alagio

Queremos saber da sua história! Você também é uma aluna e se considera uma Mulher de EFEITO? Conta pra gente através do e-mail aluno@efeitoorna.com.

Até a próxima, pessu!