Mulheres de Efeito #05 – Duda Albuquerque

Oi, pessu! Nesta quinta edição do Mulheres de Efeito, apresentamos a vocês a Duda Albuquerque, aluna do #SQUADDOEFEITO2 e fundadora da MIM Papelaria, especializada em álbuns de fotos para coleção e preservação de memórias.

O negócio da Duda é uma junção do trabalho de fotografia que ela já vinha fazendo desde 2009 e a vontade de conservar momentos únicos em família de uma maneira exclusiva. Os álbuns são também peças de arte que facilmente tocam o coração e despertam a nostalgia natural das memórias.

MULHERES DE EFEITO

A Duda foi super fofa com a gente e nos concedeu uma entrevista, nos contando um pouco da história da MIM Papelaria. A ideia da criação do estilo de “papelaria para a vida”, como ela denomina, surgiu de uma tradição:

“Sempre escrevi em diários e fiz álbuns para minhas filhas. Ao mesmo tempo, no meu atelier como fotógrafa, criava mimos para os clientes, além de opções de álbuns quando não encontrava o que eu gostava no mercado. Percebi que poderia compartilhar esses produtos cheios de afeto com mais pessoas e assim nasceu o MIM!”.

A Duda nos contou que vivia grudada na gaveta de álbuns de fotografia de sua mãe. Seu álbum preferido era o do bebê, no qual havia pequenas anotações junto das fotos, detalhando as lembranças de cada fotografia.

Ela já acreditava que o cuidado com as memórias e o material escolhido para a conservação e durabilidade dos álbuns era importantíssimo. Mas quando teve sua primeira filha, a Duda fez seu próprio álbum do bebê, e teve ainda mais certeza de que as memórias realmente não tem preço e merecem ser contadas e preservadas com carinho.

mim papelaria duda albuquerque mulheres de efeito

Sobre o nome da sua marca, a Duda nos contou que foi muito intuitivo:

Pensando em vários nomes, de repente me veio MIM, tudo sobre MIM, dessa perspectiva de onde o bebê é o senhor majestade na sua primeira fase, e também nesse nome cabe a história de uma vida, dos estágios da gestação, crescimento, aniversários, casamentos, viagens…”.

Depois disso, a Duda colocou tudo no papel, como um exercício de visualização. Ela anotou tudo: como imaginava que seriam os produtos da MIM, as embalagens, o site e até a energia que ela queria transmitir para seu público.

Ela também escreveu quais eram suas crenças positivas, que eram a base do seu propósito, e suas crenças negativas, para que pudesse para transformá-las. Foi apenas depois desse processo de autoconhecimento que ela partiu para a prática, com a criação da logomarca e a abertura da empresa.

mim papelaria para a vida efeito orna mulheres de efeito

A Duda nos contou que, antes de conhecer o curso Efeito Orna, ela apenas entendia que precisava dar um novo passo em direção dos seus sonhos, mas não sabia ao certo qual era.

Mas depois do Efeito Orna, as coisas mudaram muito – e pra melhor!

“Vendo não somente o conteúdo das aulas, mas a maneira que as irmãs se organizavam foi inspirador – realmente só seria possível com um baita time! Então esse passo foi dado aqui na empresa, e se fosse só por isso já bastaria o curso… porém com o curso também fiquei mais segura em usar além da marca, o meu próprio nome e autenticidade como marca”

Como a MIM Papelaria tem tudo a ver com momentos em família, perguntamos à Duda como é a relação entre seu trabalho diário – tanto com a MIM quanto com a fotografia – com sua família.

“Ser o pilar principal na vida de dois serzinhos, errar e acertar com elas, querer guardar cada fase da Alice e da Olivia em um potinho para então seguir com a próxima… são sentimentos de muitos, ou da maioria dos pais! A fotografia e o MIM Papelaria existem para tentar descrever o indescritível, para guardar histórias por gerações…”

mim papelaria para a vida efeito orna mulheres de efeito

“Todas as ideias vem das minhas vivências do passado, buscando e sempre procurando histórias com a minha família, e do presente, como mãe apaixonada que cria um relicário para suas filhas, também acredito que muitas crenças positivas são instaladas quando escrevemos cartas amorosas para nossas crianças, descrevemos seu cotidiano, guardamos fotografias de momentos cotidianos mas que podem na verdade ter a maior importância na história de um ser humano… a escrita e a fotografia transformam!”

A partir desses valores, a MIM papelaria toca o coração das pessoas. A equipe da MIM consegue entregar produtos que são feitos localmente, por pessoas que amam o que fazem.

Os profissionais são bordadeiras e artistas que estão começando. Os artistas são selecionados pelo Instagram. As primeiras ilustrações da MIM foram feitas por amigos próximos, e agora o alcance tem sido bem maior. Há vários novos artistas que merecem ser valorizados e que ainda são pouco vistos. É um trabalho muito colaborativo.

A motivação para continuar criando, segundo a Duda, vem do amor pelo trabalho e por todas as etapas de produção. Desde a criação até a venda.

“Até mesmo os desafios de crescer e estruturar equipe, ter uma loja maior… Acordo e durmo pensando em novos produtos, em aperfeiçoar… Quando minha filha mais velha atinge um nova fase me inspiro em criar um novo produto que converse com a idade dela… O próprio movimento do MIM Papelaria, com as bordadeiras,  os artistas envolvidos, e relatos de clientes me faz querer continuar cada vez mais!”.

View this post on Instagram

bloco 10x15cm 😍

A post shared by MIM P A P E L A R I A (@mimpapelaria) on

Por fim, perguntamos à Duda qual seria o conselho para as pessoas que também sonham em empreender naquilo que amam:

“Acredite na sua ideia, seja incansável, aperfeiçoe seu negócio a cada passo, mas não deixe para fazer apenas quando julgar estar com “tudo pronto”.

“Quando você tem muitos poréns, portantos e todavias pode cair na armadilha de ficar parada, trace objetivos e tarefas semanais, aprenda e faça as partes burocráticas e parte financeira, por mais que em um futuro você tenha pessoas que façam essa parte na empresa, saber de todos os setores é algo muito importante para o seu crescimento!”

Essa foi a história inspiradora da Duda. Nós estamos muito felizes por vê-la realizada em seu trabalho. E ficamos ainda mais orgulhosas por saber que o curso Efeito Orna teve um papel tão importante nessa trajetória que ainda tem muito pela frente!

Conheça também a história de nossas outras alunas:

Darlis Santos

Alice Oliveira

Jéssica e Rafaella

Isabelle Rafalski

Duda Albuquerque

Ju Cardoso

Juliana Amado

Jéssica Costa

Karen Feitosa

Stéfany Freu

Se você também foi aluna do curso Efeito Orna e gostaria de compartilhar sua história conosco, é só nos mandar um e-mail (contato@efeitoorna.com) ou nos contactar nas redes sociais @efeitoorna, @tudoorna. Até a próxima edição do Mulheres de Efeito!